4T09
Diminuir Fonte Aumentar Fonte VoltarVoltar ImprimirImprimir EmailEmail PDF DownloadDownload Compartilhe
A MMX Mineração e Metálicos S.A. (“MMX” ou a “Companhia”) (BOVESPA: MMXM3) divulga o resultado consolidado do quarto trimestre de 2009 (4T09) de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, em Reais.
  • Conforme Fato Relevante publicado em 30 de novembro de 2009 e de acordo com os termos do Contrato de Subscrição de Ações entre a MMX e a WISCO, a WISCO irá subscrever novas ações ordinárias da MMX pelo valor total de US$400 milhões, em uma emissão de ações para subscrição privada, subscrição essa que permitirá à WISCO atingir uma participação acionária de 21,52% do capital social da MMX. Para este fim, o Sr. Eike Batista e outros acionistas da MMX a ele relacionados irão ceder à WISCO seus respectivos direitos de preferência com relação à emissão privada de ações acima mencionada. Os recursos obtidos pela MMX com o investimento da WISCO serão integralmente direcionados ao desenvolvimento do sistema MMX Sudeste.

  • Também foi firmado entre a MMX Sudeste à WISCO o contrato de compra e venda de minério que estabelece as condições para o fornecimento à WISCO de no mínimo 50% (cinquenta por cento) do minério de ferro a ser produzido na Unidade de Serra Azul do Sistema MMX Sudeste, com a possibilidade de aumentar o fornecimento em no mínimo 50% (cinqüenta por cento) do minério de ferro a ser produzido na Unidade de Bom Sucesso, o que poderá resultar na exportação de pelo menos 16 (dezesseis) milhões de toneladas de minério de ferro por ano pelo sistema MMX Sudeste, tão logo este tenha atingido sua capacidade de produção total. O Contrato de Compra e Venda de Minério de Ferro tem prazo de vigência de 20 (vinte) anos contados a partir de 1º de abril de 2010.

  • Conforme Fato Relevante publicado em 21 de dezembro de 2009, A MMX e a CSN entraram em acordo e promoveram algumas alterações nas condições a serem implementadas no contrato comercial e de uso de serviços portuários no ano de 2010. O novo contrato prevê que a MMX terá espaço para exportar 1 milhão de toneladas de minério de ferro em 2010 pelo  Terminal de Cargas do Porto de Itaguaí no Rio de Janeiro e em contrapartida, a CSN se compromete a adquirir no mínimo 1,5 milhão de toneladas de minério de ferro da MMX. Desta forma, a MMX garante o acesso ao mercado internacional de minério de ferro e o fornecimento aos seus clientes fora do Brasil, bem como consolida a sua posição no mercado doméstico.

  • Conforme Comunicado ao Mercado também divulgado em 21 de dezembro de 2009, o Ministério da Defesa e a Subsecretaria da Marinha do Chile outorgaram à OMX, empresa do Grupo EBX, a concessão marítima para o desenvolvimento de um porto no município de Copiapó – Chile. A instalação de um porto na região é um importante avanço na implementação do projeto de mineração da MMX, pois irá assegurar uma logística eficiente para o carregamento e exportação do minério de ferro que será produzido pela MMX Minera de Chile, subsidiária da MMX. O mapeamento geológico e o licenciamento ambiental já estão em curso, bem como o programa de caracterização mineralógica. Baseado nos trabalhos técnicos publicados e no conhecimento estrutural da geologia regional, a MMX acredita que a MMX Minera de Chile é uma oportunidade atrativa e competitiva para um novo Sistema de minério de ferro, com volumes significativos e uma logística favorável para o escoamento da produção.
Fale com RI
Fale com a MMX e tire suas dúvidas ou envie sugestões. Clique aqui
Alertas RI
Receba alertas da MMX e mantenha-se informado.
Copyright © 2010 MMX
Todos os direitos reservados
Política de Privacidade | Termos de Uso
RIWeb